quinta-feira, 31 de dezembro de 2009



Esse ano foi um ano muito dificil, alias, tem sido um tempo dificil os ultimos anos e com mais problemas que me apareceram nesse fim de ano, veio junto a tranquilidade de um "restart".
Esses ultimos dias do ano tem sido de uma tranquilidade...Uma paz...E sem motivo.Tomara que seja um bom pressagio.
Crianças, amigas e familia.Foi assim...
RECEITA DE ANO NOVO


"Para você ganhar belíssimo Ano Novo cor do arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido (mal vivido talvez ou sem sentido) para você ganhar um ano não apenas pintado de novo, remendado às carreiras, mas novo nas sementinhas do vir-a-ser;
Novo até no coração das coisas menos percebidas (a começar pelo seu interior) novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota, mas com ele se come, se passeia, se ama, se compreende, se trabalha,
Você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita, não precisa expedir nem receber mensagens (planta recebe mensagens? passa telegramas?)
Não precisa fazer lista de boas intenções para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar arrependido pelas besteiras consumidas nem parvamente acreditar que por decreto de esperança a partir de janeiro as coisas mudem e seja tudo claridade, recompensa, justiça entre os homens e as nações, liberdade com cheiro e gosto de pão matinal, direitos respeitados, começando pelo direito augusto de viver.
Para ganhar um Ano Novo que mereça este nome, você, meu caro, tem de merecê-lo, tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil, mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo cochila e espera desde sempre."


Carlos Drummond de Andrade

sábado, 26 de dezembro de 2009

Julie&julia


Então...Lôca pra ver o filme Julie&Julia!Li vários comentarios no Twitter de blogueiras adorando.Certa que gostaria, comprei logo o filme e já estava com ele aqui a alguns dias e hoje resolvi ver.
O filme começa e não me encanta!
Como assim?Assuntos que eu gosto: blog, receitas, Paris, mas...Dormi no meio.
Telefone toca, wanessa.Falo que estou vendo o filme e ela diz:adorei,vai la curtir seu filme.
Bem, continuo pq odeio largar livro ou filme pela metade e aos poucos fui sendo ganha, envolvida e encantada pelo filme.
Que personagens velhas conhecidas minhas...As duas são blogueiras.Só que uma nasceu antes da internet, pq o perfil é total!Reparem nas cenas em que o marido tira fotos pra ela dela cozinhando (que blogueira nao se reconheceu aí?).Como ela não tinha blog pra publicar as fotos ela teve que por num livro,rs.Até amizades virtuais ela tinha, em 1948!!Tem uma cena em que ela vai encontrar com uma "velha" amiga e confessa que nunca viu pessoalmente a tal amiga mas que elas se correspondem a 8 anos...(imagina se essa mulher tivesse internet gente!)

A outra ,ja nos tempos atuais, mostra a felicidade de receber um comentario no blog,aquele prazerzinho solitario que é isso, as dúvidas de quantas pessoas será que leem sem comentar, a obrigação que cria ter que escrever e não decepcionar as pessoas que leem e o quanto um blog pode nos tornar egoistas e vivendo num mundo que gira em torno de nós mesmas (tem uma hr em que ela mesma reconhece que isso acontece, que ela nem tem tempo mais de ser esposa pq o blog a torna egoista, já que nele tudo é :"eu fiz","eu pensei",eu...

E eu que comecei o filme pensando que não gostaria, achando a Meryl Streep forçada e muito caricaturada, terminei completamente apaixonada e revi o começo arrependida de ter feito pouco caso.
Amei, mas não foi um amor fácil não, foi amor conquistado, o filme me conquistou!Assim que é amor bom,né?

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Voltei


Geeeente como gosto de viajar...
Cheguei hoje,ainda cheirando a mar!
Definitivamente o sul da Bahia é minha viagem Top!
Custo/beneficio não ha melhor!!!!
Fiz essa viagem pela segunda vez e acho que é a mais luxo que tem!E olha que foi tão baratinha que parece mentira!
Ainda estou cansada pq o voo foi de madrugada e virei a noite, mas amanhã acho que virei contar minhas impressões.

sábado, 12 de dezembro de 2009

tchau


Vou pra praia...
Tomar sol,mudar de ares,quem sabe renovar as ideias,ou so retoma-las...
Quero ir a Trancoso,praia do espelho, todos esses lugares que fazem os olhos e a alma da gente sonhar.
Viver o belo eh imprecindivel pra nossa saude!

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Sobre a amizade...


As vezes, numa conversa despretenciosa ouvimos coisas tão bonitas e ditas com toda a simplicidade da verdade.


Sandrinha diz:

*vc conhece alguém de go que faça essas coisas alternativas?
Dani Carelli diz:
*nao,nao conheço assim de cabeça...pra q?
Sandrinha diz:
*queria dar um presente pra alguém que tem tudo e é supermegahiperplus fashion e chata, hhihihih
Dani Carelli diz:
*entao eh pra mim,rs
Sandrinha diz:
*hauhauahahahahau!!! sabe que é uma pessoa mto parecida com vc!!!!
*tipo aquelas que sabe o nome dos estilistas do SP Fashion week e tal!!
Dani Carelli diz:
*so q nao sou chata
Sandrinha diz:
*adora as bolsas da tokidoki
*mas então... ela é!! huauahauh
Dani Carelli diz:

*rs,e pq vc vai presentea-la?Ja que eh chata?
Sandrinha diz:
*Porque é minha amiga, rsrs. Gosto dela do jeito que é.

Dani Carelli diz:
*que bonito!
Sandrinha diz:
*sem contar que ela me da altas dicas de tudo!!
*hauhahahuhaua
Dani Carelli diz:
*muito legal o q escreveu
Sandrinha diz:
*vc ta de gozação ou é de verdade, hehehe
Dani Carelli diz:
*to falando tao serio

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Paris...


Achei esse texto pela internet , achei tão lindo...
Quem já foi entenderá bem, e pra quem ainda não foi, é um grande incentivo!

"quando eu tinha dez anos, meu pai e eu fomos a paris(...). ficamos em um hotel bacana, e ele disse que eu podia comer o que eu quisesse no café da manhã (batata frita). fomos ao museu pompidou, à torre eiffel e ao museu do louvre. foi maravilhoso. no avião de volta para londres, meu pai me perguntou se eu sabia o motivo de viajarmos, só eu e ele, para um fim de semana em paris. eu disse não. ele disse: "eu queria que você visse paris, pela primeira vez, com um homem que vai te amar para sempre, incondicionalmente." gwyneth paltrow

sábado, 5 de dezembro de 2009

Podia ser com vc,alias, eh com vc tambem!!




Goiânia, 26 de novembro de 2009.

Meu nome é Thiago.

Minha esposa foi assassinada no dia 23 de setembro de 2009. Polyanna Arruda Borges Leopoldino, uma publicitária de enorme talento, uma pessoa de bem e uma cidadã exemplar. Ela amava a vida. Ela produzia crescimento e arte para a sociedade. Incentivava empresários e estudantes, se preocupava em ajudar pessoas carentes, tinha uma vida íntegra, dedicada ao bem ao próximo e à fé em Deus. Tinha sonhos para realizar, queria ter filhos e criar projetos de boas ações para tornar o mundo melhor.

O motivo dessa carta não é apenas compartilhar com você a minha dor. Quero dividir sim o vazio que é perder uma pessoa amada de forma tão cruel. Mas o motivo maior é dizer pra você que isso acontece todos os dias ao nosso lado, mas a gente finge que não vê e continua seguindo em frente sem fazer nada para promover mudanças.

É, mas agora aconteceu comigo. Minha esposa foi morta cruelmente com 8 tiros, sem motivo algum. Ela foi abordada quando ia para a Universidade Católica de Goiás palestrar para jovens universitários sobre empreendedorismo, consciência ambiental e social, lema da agência de propaganda que ela criou e liderou com muito talento e amor por 5 anos.

Há 2 meses a polícia investiga o caso, mas ainda não tem respostas.

E se fosse com você? Se tivessem matado sua esposa, seu esposo ou sua filha? Como você se sentiria? Como seria o seu Natal esse ano? Como seria a sua vida daqui para frente? Você pode se por no meu lugar por um minuto?

Só de imaginar dá calafrios não é.

É, hoje eu sinto na pele, na alma e no coração como é o mundo que a gente vive. E eu, que mudava de canal pra não ver violência no noticiário, agora vivo isso 24 horas por dia. Minha vida perdeu o sentido, eu perdi minha mulher que amava e agora não posso mais mudar o que já aconteceu.

Mas amanhã, meu caro amigo ou amiga, pode ser você ou alguém que você ama a próxima vítima!

Será que não podemos fazer nada pra tentar mudar isso?

Será que a corrupção e a violência são maiores que a fé e a vontade de fazer o bem nesse mundo?

O meu apelo é para que não mude de canal ou tape os ouvidos. Leia essa carta, reflita, sofra um pouco a minha dor se for possível. Veja o que acontece dentro de você, dentro da sua casa. Muitas vezes o crime começa dentro dela. Nós, a classe média, a classe intelectual, por incrível que pareça, sustentamos esse mundo de drogas, tráfico, armas, roubo, corrupção e impunidade.

Abram os seus olhos de uma vez!

Vamos deixar de ser hipócritas e pelo menos uma vez na vida olhar para o que acontece diante dos nossos olhos.

Minha vontade é de lutar em união com aqueles que desejam um mundo mais seguro para nossas famílias, infelizmente ainda não sei como. Talvez só de falarmos sobre isso já estejamos dando o primeiro passo. Então você empresário, jornalista, publicitário, funcionário público, estudante que estiver lendo essa carta, abra os olhos, abra a boca, reclame da nossa situação. Ajude-me a dizer pra todo mundo que nós não queremos mais viver à mercê da injustiça, da impunidade, da violência e da corrupção do nosso país.

Desculpem o desabafo.

Obrigado.
Thiago Leopoldino.

****A THAIZA ME MANDOU,TODOS QUE MORAM EM GOIANIA ACOMPANHAM,MESMO QUE DE LONGE, ESSA HITORIA TRISTE.E QUEM NAO CONHECE ,PODE E DEVE, PELO MENOS, SE INDIGNAR JUNTO!!

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

QUERO DAR MINHA OPINIÃO!


Sempre que viajo levo um livro e esse livro acaba sendo parte da viagem,sempre associo uma coisa a outra.
Antigamente costumava levar um livro que tinha a ver com o lugar que ia ou com o assunto viagem
Agora não faço mais questão disso,o livro sendo bom já esta otimo.
Mas como saber se o livro é bom antes de ler,como saber se ele será um bom companheiro??
Então...Começo a le-lo antes da viagem, pra ver se "da liga".
E comecei a ler um agora pra levar pra praia.Só que ele esta me intigando e vou acabar de ler antes de entrar no avião.Me instiga pelo fato de não concordar com as ideias do autor e não ter como falar com ele,rs.E fico querendo ler mais e mais pra saber onde isso vai dar.

O livro fala de um pai que autoriza o filho deixar de estudar contando que veja 3 filmes por semana, essa será sua educação!

Ok!!Válida a idéia!Na teoria,pq na pratica acho de uma irresponsabilidade sem tamanho.Primeiro que um menino de 15 anos não tem maturidade pra decidir se é isso que quer,se quer sim se privar de estudar, segundo pq até se fosse possivel ele ser bem educado e orientado por filmes o resto do mundo não seria, e iriam cobrar isso dele mais tarde.
E no livro, o pai aparece muito liberal e inseguro.Acaba fazendo o que filho quer por medo do filho deixar de ama-lo, dá uma de amigo, tem medo de magoar.
Acho mesmo que o que filho precisa de segurança e limite, lembro que isso foi importante na minha adolescencia...Amigos todos os outros podem ser, amigos nos ajudam a crescer, mas não nos educa.Pais são os principais educadores.
Tem até um trecho em que o pai percebe que o filho continua tenso e pergunta a razão e o filho responde que antes,ficava tenso por ter que ir a escola, por não achar interessante, mas agora ficava tenso por não ir, pela ideia que poderia fazer falta depois.Quer dizer, angustias todos teremos sempre, então temos que ter cuidado pra escolher qual tipo nos será menos nociva.
Acho que os filmes deveriam ser complementarios na educação.
E to numa vontade danada de falar isso pro Seu David (autor),mas não encontro ele, então se alguem o vir...